segunda-feira, 6 de abril de 2009

MEU SANGUE LATINO, ITALIANO, PORTUGUÊS E SÍRIO-LIBANÊS























O melhor kibe do mundo.
Mesmo?
Isso é gentileza da minha amiga, designer gráfico, cabeleireira, costureira e baixista Camila Fank.
Mas para fazer um kibe é preciso ter sangue mouro ou árabe nas veias, o meu é bem misturado, mas na minha foto do passaporte, meu sangue sírio-libanês passou por cima de todas minhas etnias, quem sabe para que um dia eu fosse barrado em algum aeroporto, e isso aconteceu.
Mas é outra história, contarei em outra oportunidade.
A receita que apresento é de familia, conto a história dela e como aprendi no post anteriror. Resumo da seguinte forma.
Liguei para o meu pai, pedi, anotei, pela quarta vez provavelmente, mas inseguro e distraído que sou, não me contentei apenas com a tradição familiar, e fui buscar ajuda na popular casa de lanches árabes de São Paulo - Jaber - uma luz, para aprimorar a receita de minha tia Alia.

A receita dos Neme, originalmente os Neheme, é:
• Trigo, 1kg.
• Carne 1kg, moída duas vezes.
• Cebola, três delas.
• Alho, cinco dentes.
• Ervas, cheiro-verde ou salsinha, cebolinha e h
ortelã
• Pimenta síria e noz-moscada.
No entanto ela sofre modificações, o meu kibe é diferente, a base dos ingredientes é essa, mas tenho outros truques na manga, portanto, continue lendo.



























































































Agora a receita do Jaber. Mas antes conto uma pequena história:
Fui no mercado comprar os ingredientes para fazer o kibe para o aniversário de Lucia, sem a lista de ingredientes, então passei na lanchonete árabe e perguntei para o moço da cozinha, como faço kibe, ele responde que a medida usada por eles é 1kg de carne para 1/2kg de trigo, e para cada colher de sal, duas de Aji-No-Moto.
Isso mudou tudo, saí do Jaber com duas dúzias de pão-folha, dois potes de 500g de coalhada seca e a cabeça confusa. Já no mercado, coloco no carrinho todos ingredientes da receita familiar, fui lembrando aos poucos, mais a contribuição do generoso cozinheiro do Jaber.
Chego em casa, vou para cozinha, coloco todos ingredientes na bancada de minha pia, e acrescento mais um, amaciante de carnes, pois decidi, fazer uma receita própria, ao estilo da familia, misturando todos os ingredientes, tanto para massa crua, quanto para a frita; mas adotando, as proporções de trigo e de carne do Jaber.

Então, o kibe do culinária tosca fica assim:

• 500g de trigo para kibe.
• 1Kg de patinho moído duas vezes.

• 3 cebolas, bem picadas.
5 dentes de alho, bem picados.
• Salsinha, cebolinha e hortelã, também picados
• Um pouco de pimenta síria e aproximadamente 1/4 de noz-moscada ralada.
• Amaciante de carnes, Aji-No-Moto e sal, a gosto.

Modo de preparo:

Acrescente água ao trigo, depois aperte esta massa para tirar toda água, aconselho uso água morna, para deixa-lo mais macio.

Coloque o trigo úmido numa bacia, junte a carne, coloque sal, amaciante de carnes, aji-no-moto, sem muito critério, mas sempre provando, pois sal demais não tem concerto.
Agora coloque cebola, alho, as ervas, pimenta e noz-moscada, tudo aos poucos, e misture.















Aproveito o momento para explicar que nas lanchonetes árabes, para o cru, apenas misturam o trigo, a carne e o sal, por isso nesses lugares o cru é vermelho. Minha familia sempre misturou tudo, o que deixa o cru marrom, porém bem mais gostoso e impossível não pensar besteira.
Coloque a massa crua nos seus melhores potes, prepare o pão folha ou sírio e uma boa coalhada para comer o cru, que pode ser comprada no Jaber, ou em algum outro restaurante ou quituteira árabe.
Para fritar faça bolinhas, ou aquele formato mais fálico, e mande pro azeite bem quente.
Diversão garantida para todas raças, credos, sexos e idades.
Aproveitem.

4 comentários:

  1. sabe aquela decepção garantida que é praça de alimentação de shopping? todas aquelas comidas que parecem deliciosas até o momento que a gente as experimenta...

    o domingo com kibe na camis conseguiu ser o oposto...

    as fotos ficaram incríveis e o kibe estava melhor ainda!

    ResponderExcluir
  2. eu disse!
    é o melhor kibe do mundo!

    ResponderExcluir
  3. sem dúvida!
    eu assino embaixo do post da camis.

    ResponderExcluir
  4. Não sei se é o melhor do mundo, mas é disparado o melhor que já comi.

    ResponderExcluir