quarta-feira, 31 de outubro de 2018

A mini cozinha e a coxinha da mini pessoa













Era uma vez um lugar muito pequenino que eu julgava desnecessário. Um mundo mágico e saboroso onde era tudo muito pequeno, inclusive o meu próprio julgamento sobre coisas. Esse lugar fabuloso é conhecido por todos como Mini Cozinha. Alice amou a prova, ficou feliz com a homenagem que fiz para ela no programa e inclusive a homenagem do amigo Kalil, mozão que provoca arrepio. Nessa prova meu querido e amado amigo deixou e programa e deixou mais do que isso, deixou saudades, a cozinha da Tastemade como ele disse, perdeu um pouco de beleza.
A prova foi uma das melhores coisas que aconteceu comigo na competição, pois sempre achei muito boba a Tiny Kitchen, boba mesmo era minha opinião.
Para Alice foi amor à primeira vista. O salgado que ela ama, no espaço que suas bonecas seriam suas grandes, rá, parceiras de cozinha.
Quando chego na prova, não lembro se Tavião, Mari ou Fernanda me falam:
– É uma receita bem paulistana.
– Pastel?
– HAHAHAHHAHAAH, poderia ser. É parecido, é fritura.
Não lembro se acerto, afinal a gente tava muito louco de lavanda nesse dia. A lavanda tem propriedades calmantes e também cicatrizantes, nos ajuda a ter um sono leve. Na última festa de aniversário de Alice, organizei uma festa do pijama, quando deu meia noite e as crianças ainda resistiam ao sono, passei lavanda em geral, joguei no travesseiro, lençol, em mim e coloquei num difusor ligado na tomada. Deu certo. Recomendo.
No dia da prova, aí que a lavanda pegou, como disse no vídeo, "eu também usei" mas a nossa energia tava diferente mesmo, talvez um pouco abalados com a saída da Ju Palma, por percebermos que o sofá do deck ia ficando maior a cada dia e nosso grupo menor.
Esse prova levou meu grande amigo para eliminação. A gente dentro do jogo tenta amar e gostar de todo mundo, afinal, respeitar as diferenças e entende-las é o que queremos para o mundo e temos que fazer isso diariamente. Fiquei feliz quando subiram os outros dois meninos, embora quisesse muito ter meu amigo por mais tempo. O cara de sorriso lindo, de informações alimentícias pertinentes o Nutrigato. Um dia antes da prova a gente recebeu os amigos no quarto, para assistirmos sua participação no programa Marmitas & Merendas. Fizemos um open de água (álcool não era permitido para competidores), distribuí balas, chocolates e todos assistimos o programa enebriados com óleo de lavanda e capim-santo.
No dia que essa prova foi gravada minha sogra passava por uma cirurgia delicada, não tinha direito a telefonema nesse dia, mas a produção amada ligou para minha companheira, a produção me devolveu boas notícias e entrei na prova um pouco mais calmo, com muita vontade de fazer xixi, afinal eu sou o louco do café, depois tomei uma água, comi uma bergamota e a bexiga agiu como coração de mãe e abrigou todos líquidos.
A pontuação foi boa, mas não suficiente para liderança. Alice já meu deu broca ontem.
– Pai quando é que você vai ganhar uma prova?
– Não sei filha...
O que sei é que lá fiz minha primeira coxinha, passei a amar a Mini Cozinha, a gente tem que julgar menos nessa vida. Aqui também fiz pela primeira vez, fiz para a pessoa que amo, o salgado que ela ama. Alice até quando vai no hospital (a asma nos leva pra lá algumas vezes) sempre pergunta se podemos comer uma coxinha do local. Um vício. Estou criando uma sommelier de coxinhas.
Sem mais delongas fiquem com esse maravilhoso vídeo da nossa sempre parceira, Vergonha Alheia Própria Produções. As imagens e direção ficaram por conta da minha amada Lucia, mãe de Alice. O vídeo está longo, peço desculpas, mas não é só um vídeo é uma entrevista com essa menina maravilhosa, embora eu sou suspeito pra falar, mas deixo vocês julgarem. Soou contraditório né? Enfim, curtam, comentem e compartilhem.
A foto é uma homenagem ao nosso querido e amado Kalil Lucas.


2 comentários:

  1. Delicia essa coxinha e essa Guria!!!

    ResponderExcluir
  2. Conheci vc pelo tastemakers e já fui cativada, suas histórias e narrativas são daquelas que conseguem mostrar a arte nas coisas mais singelas da vida.

    ResponderExcluir